Dia nacional da preguiça


Dia nacional da preguiça

Se segunda-feira é aquele dia da semana em que você levanta muda, com a maior cara de ressaca, acha a vida um tédio e a sua cama é o melhor lugar do mundo, fique tranqüila. Você não é a única. E até a astrologia tenta dar uma forcinha para esse dia tão tedioso. Segundo as astrólogas Luciana Leme e Cláudia Lettii, a segunda-feira é excelente para empreender energia nos projetos profissionais e pessoais. Mas o brasileiro, cético do jeito que é, não acredita nisso e sempre arranja desculpas - de véspera – para encarar este dia tão difícil. "Que depressão quando toca a musiquinha do Fantástico!", diz a vendedora Aline Moraes. "Ih... se amanhã estiver chovendo assim não vou trabalhar, não", avisa o estagiário Léo Dias. "Por mim, a semana começaria na terça. O melhor da segunda-feira é não acordar", acredita o redator publicitário João Paulo Vereza. Não tem jeito. Para muitos brasileiros, segunda-feira é o dia nacional da preguiça.

É neste dia que o trabalhador, assim como o estudante, acorda resmungando, lamentando pelo fim de semana ter passado tão depressa e pela rotina estar presente em nossas vidas novamente por mais cinco longos dias. Mas enquanto a maioria queria cancelar a segunda-feira do calendário, outros contam os segundos para chegar a hora de ir ao trabalho. Para estas pessoas, o ambiente e a boa companhia dos colegas para almoçar e conversar paga qualquer preguiça. É o caso da publicitária Amanda Milanez, 25 anos. "Não odeio a segunda-feira como a maioria das pessoas, pois adoro o meu trabalho. Venho superfeliz para a agência e nem penso na hora de ir embora. O que eu já percebi nas pessoas é que muita gente não consegue separar o lado profissional do emocional. Por isso, já acordam resmungando", conta. Para ela, a maioria das pessoas vai para o trabalho com preocupações de casa na cabeça. A solução seria não levar problemas pessoais para o trabalho.

Segundo a terapeuta holística Laura da Fonseca Monteiro, o segredo é mesmo procurar prazer em trabalhar. "Quando odiamos a segunda-feira é porque não fazemos o que gostamos realmente. Se não temos vontade de levantar é porque não estamos felizes com a nossa opção profissional. Temos que sentir prazer com ela", comenta. A terapeuta ainda explica que uma coisa é estar cansado pelo fim de semana, outra é não encarar o dia. "As pessoas que detestam a segunda-feira precisam olhar para a direção que estão dando para a sua vida e devem se perguntar se realmente estão felizes na profissão e na vida pessoal", diz. Já a psicóloga Marilena Dias acredita que o mau humor de segunda-feira existe até em quem se sente realizado no trabalho. "As pessoas sentem como se as férias tivessem acabado. Dá saudade do fim de semana e há uma certa preguiça para enfrentar a realidade, ou seja, o trabalho, a rotina. Mas, convenhamos: quem não lamenta o fim do lazer?", assume.

Entretanto, não faltam dicas para burlar o desânimo e começar bem a semana. Para o jornalista João Luiz Vasconcelos, nada como ouvir um bom rock n' roll e começar a planejar o próximo fim de semana. Já a webdesigner Cris Couto acredita que, acordando um pouco mais cedo e se arrumando com um som bem dançante ao fundo, muito do mau humor desaparece. A vendedora Camila Dias costuma tomar um café da manhã de princesa enquanto telefona para a sua melhor amiga para partir para a labuta informada das últimas fofocas. A secretária Helena Simões recomenda um exercício físico logo de manhã. "Acordar cedinho e fazer uma boa natação ou hidroginástica é tudo de bom pra espantar o desânimo", afirma.

Segundo a terapeuta holística Laura da Fonseca Monteiro, a terapia floral também pode fazer milagres. "Ela é excelente para melhorar o seu dia. Basta pingar algumas gotinhas de óleo essencial de alecrim e massagear pés e pulsos. Isso trará muita disposição para começar a semana", garante. Para finalizar, a psicóloga Marilena lembra de um outro conselho. "A vida é um luxo. A cada dia abrimos uma caixinha de surpresa e, de mau humor, não há como aproveitá-la", conclui.